Não se pode acreditar que é possível ser feliz procurando a infelicidade alheia.
- Sêneca -

Posts Recentes!

como motivar

Ensino Médio: Como motivar os filhos nesta fase?

Por mais que se trate de uma fase difícil de um adolescente, é importante saber como motivar o jovem para que tenha uma vida adulta de sucesso

O ensino médio é um momento marcante e cheio de desafios na vida de um estudante. 

É partir dali que começa a surgir ideias sobre o que fazer no futuro e como se preparar para os futuros desafios que serão enfrentados na vida adulta. 

Pode ser assustador, eu sei. 

Mas há maneiras de como motivar o seu filho a passar por essa fase com êxito.

Lembra do seu ensino médio? 

Certamente foi um momento inesquecível, seja por conta dos amores platônicos e não correspondidos, seja pelas espinhas que surgiam, seja pela descoberta de novas vocações. 

De qualquer maneira, é um momento muito importante na formação de uma pessoa. É também o passo final à vida adulta.

DICA EXTRA: ESTUDE NA ESTÁCIO

A Estácio tem bolsas de até 50% de desconto nos cursos de graduação EAD e Presencial. Escolha seu curso e faça sua matrícula agora mesmo: https://matriculas.estacio.br.

Momento nada fácil

Sabemos também que algumas pressões e momentos difíceis surgem no ensino médio, por isso, é importante saber como motivar o jovem a concluir a vida colegial. 

O Ministério da Educação (MEC) listou alguns receios dos estudantes que estão ingressando a esta nova fase da vida.  

Segundo a pasta, é uma fase que exige “domínio de conhecimentos específicos com maior complexidade, além do currículo apresentar maior número de disciplinas”.

E neste momento, os pais precisam abordar de uma nova maneira a vida acadêmica do filho, como, por exemplo:

  • Valorizar as atividades escolares como etapa de crescimento intelectual;
  • Valorizar o avanço social do jovem tanto no que se refere à continuidade dos estudos como na compreensão e participação do espaço em que convive;
  • Valorizar o acesso ao mundo do trabalho;
  • Observar e acompanhar a rotina das atividades sociais;
  • Conversar e ouvir com atenção os seus questionamentos, lembrando que nesta etapa de desenvolvimento surgem muitas dúvidas sobre novos temas;
  • Observar o comportamento: hábitos de higiene, sono, tratamento com as pessoas, mudanças de humor e converse com o psicólogo da escola;
  • Alertar sobre as responsabilidades que acompanham a maioria das suas relações;
  • Manter contato com a coordenação da escola para se informar sobre o desempenho desses alunos;
  • Verificar o material escolar utilizado pelo jovem: como estão suas anotações, a organização, capricho, o cuidado com os livros;
  • Acompanhar a frequência às aulas;
  • Buscar informações na escola sobre a participação nas atividades escolares;
  • Participar das atividades propostas pela escola;
  • Desenvolver uma boa parceria entre família e escola, pois esta relação fortalecerá tanto o trabalho dos professores e profissionais que acompanham o dia a dia da juventude, como a orientação desenvolvida pelos responsáveis junto aos jovens;
  • Participar do Conselho Escolar;
  • Participar da Associação de Pais e Mestres.

Então, como motivar?

O ensino médio não é mais aquele momento em que o jovem se preocupa somente em passar de ano. 

Ele também se preocupa em adquirir conhecimento para conseguir seguir seus planos profissionais através de um bom resultado no vestibular e/ou no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Para ajudar o estudante, é bom saber como motivar a continuar tendo interesse nos estudo e não desanimar no ambiente escolar. 

Veja seis dicas que podem ajudar no desempenho e relacionamentos do adolescente.

1. Combata a inércia

Sabe aquele provérbio: “mente vazia é oficina do diabo”? 

Na adolescência, uma mente vazia pode ser sinônimo de tempo excessivo em redes sociais, videogames e em atividades que não acrescentam nada na vida acadêmica do jovem. 

Por isso, é necessário incentivá-lo a participar de atividades que lhe ajudem na concentração, na saúde física e no complemento de sua formação. 

É válido adotar pelo menos uma prática esportiva, além de hobbies. 

Os momentos de ócio e de sair com os amigos não devem ser extintos, mas não pode ocupar grande parte do dia.

2. Auxilie na rotina

Caso o jovem estude meio período, pode ser uma boa ideia incentivá-lo a organizar um calendário, mostrando que é possível equilibrar as obrigações com os prazeres se souber administrar bem o tempo. 

Busque estabelecer sua rotina. 

Mostre que você é assim como ele, que também precisa de rotina é um método eficiente de como motivar o jovem, mostrando que é possível organizar bem as tarefas. 

Não esqueça de acompanhar o calendário do adolescente e checar que os planos estão saindo como deveria.

como motivar

3. Sem procrastinação

Deixar as coisas importantes para se resolver no último minuto não é um mérito exclusivo dos adolescentes. 

Todos estamos propensos a sofrer, de alguma forma, com a procrastinação. 

Por isso, uma técnica que pode ajudar tanto a nós quanto aos jovens é dividir grandes objetivos em pequenas metas. 

Por exemplo: se ele precisa ler um livro de 300 páginas em um mês, aconselhe a ler dez páginas por dia. 

Assim, será bem fácil alcançar os objetivos sem a necessidade do desespero de última hora.

4. Sistema de recompensas

Esse é um ponto um pouco delicado. Desde já, é bom deixar claro que prometer presentes ou dinheiro não é uma boa opção. 

As recompensas precisam ser equilibradas às metas atingidas. Por exemplo, se ele precisa ler um livro de 300 páginas em um mês e tem de ler dez páginas por dia, pode ganhar mais tempo ao computador se cumprir a tarefa. 

Se tiver um desempenho positivo por conta da leitura, poderá ir ao show que deseja. 

É importante também deixar claro que a liberdade e as conquistas são consequências de um relacionamento de confiança.

5. Ofereça uma boa formação

Algo que pode te ajudar a entender como motivar o adolescente é a escolha de uma boa instituição de ensino. 

Por isso, não esqueça de avaliar o custo-benefício antes de fazer sua matrícula. 

Às vezes, a economia pode até falar mais alto. No entanto, pode gerar resultados trágicos. 

Analise a linha pedagógica, a grade curricular, atividades extras-curriculares, formação dos professores e índice de aprovação em vestibulares e provas.

6. Compreenda

Julgar situações antes de conhecer os reais motivos pode impactar negativamente a vida do jovem. 

Tente trocar sentenças como “Esperava mais de você” ou “Não fez mais que sua obrigação” por “me conte o que aconteceu de errado” ou “acredito que você pode melhorar”

Além disso, é uma boa ideia substituir perguntas taxativas a, perguntas, como “o que você pensa que aconteceu?” ou “será que vai te comprometer?”

Dessa maneira, o próprio estudante avalia a relação entre causa e efeito. 

Também é importante lembrar que temos mais afinidade com algumas matérias do que com outras. 

Por isso, analise a possibilidade de identificar pontos fortes e fracos e trabalhar estrategicamente um plano de estudo.

Podes conhecer o espírito de qualquer pessoa, se observares como ela se comporta ao elogiar e receber elogios.
- Sêneca -